Minha Mamãe, Maria Angélica Carvalho!

Drummond disse uma vez, que Mãe deveria ser eterna, e quem sou para questionar o poeta?
O certo é que neste dia, nos damos conta do quanto somos frágeis quando estamos longe da nossa Rainha. As presenteamos, beijamos, abraçamos, ouvimos, sorrimos, sem se dar conta de todos os dias ela estará conosco, sem que a dediquemos o mesmo carinho, a mesma atenção.
Eu, que de filho perfeito tenho pouco, reconheço minha ingratidão. Ainda em tempo, pois tenho minha mãe, e quero amá-la todos os dias, eternamente.
O fato é que me dei conta, da grande batalha que lutei para nascer. O quanto corri, escalei, nadei, em meio a milhões, competindo, sendo pisoteado, esmagado.
E, sem que eu esperasse, desejasse ou soubesse, a primeira e me abraçar e me acolher, foi a única mulher a quem chamarei eternamente de Minha Mamãe, Maria Angélica Carvalho!
Parabéns, Eu Amo Você!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIGAS & AMIGOS

OBRIGADO PELOS PRESENTES!

DEZ ANOS