MARCOS & MATEUS!!!


Impressionante como eu me vejo em você!

Quando eu era criança, meu espelho era meu pai.
Eu me vestia de uma forma semelhante a ele. Raramente usava calça de agasalho, sempre preferi as calças jeans, camiseta branca, por dentro da calça, cintos, e jamais saia de casa sem tomar banho.


A camiseta tinha que ser longa, para poder dobrar cobrindo o cós e os passantes da calça. Desde os oito ou nove anos eu engraxava os sapados do Sr Pedro, e com uma palha de aço polia as fivelas dos seus cintos. Consequentemente, eu queria, gostava e usava cintos.

Talvez eu tenha envelhecido cedo...

Talvez eu devesse ter sido mais criança, me sujado mais, me divertido mais... 

O tempo não volta, mas, poder assegurar a infância do Mateus é minha possibilidade de fazer as pazes com o passado... 

Embora, só em alguns momentos, é gostoso demais vê-lo vestido como eu... E tenho certeza que ele se divertiu!!!

Amo-te! Com todo amor, paixão e loucura, porque como disse o poeta: "metade de mim é amor, e a outra metade, também".


Metade, Canção de Oswaldo Montenegro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIGAS & AMIGOS

OBRIGADO PELOS PRESENTES!

DEZ ANOS