Postagens

Mostrando postagens de 2018

O ABRAÇO DO RODRIGO CAIO, NO DORIVAL JÚNIOR!

Imagem
Palavras convencem, exemplos arrastam. Em tempos de excessos nas muitas redes sociais e poucos, afetos pessoais, lemos muitos: “eu te amo”, “você é maravilhoso”, “minha companheira”, “meu ídolo”, "não é só culpa dele, jogamos por ele". Textões em depoimentos emocionados, carregados de palavras bonitas corrigidas pelo F7. Em tempos de assessores de imagem, imprensa, stylist, e do melhor ângulo para a foto e poses, falta, o improviso. Falta a emoção do inesperado, do real. Da foto descabelada, sem maquiagem. Falta a surpresa, o frio na barriga, a emoção que há em momentos como: O abraço do filho depois de um tempo longe de casa. O abraço do pai depois de um atalho tomado por engano. O abraço da esposa ou do marido depois de uma palavra dita em excesso, exagero. O abraço do mestre no aluno que falhou. O abraço do capitão no colega que perdeu o pênalti ou errou o passe que decidiu o jogo. No jogo do São Paulo contra o Linense, o Rodrigo Caio m